Pular para o conteúdo principal

Bolsonaro poderá ser indiciado por crime contra humanidade

O relatório preliminar da CPI da Covid, elaborado pelo senador Renan Calheiros, aponta para o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por 11 crimes, entre eles, Genocídio de Indígenas e Crime contra a Humanidade. Outros membros da família Bolsonaro também serão indiciados bem como ministros e ex-ministros, funcionários públicos e empresários. O relatório ainda deverá ser aprovado pelos membros da CPI da Covid. O relatório da CPI da Covid torna-se um importante documento e servirá de fonte primária para a história e a memória deste terrível momento da história do Brasil onde, mais de 600 mil pessoas morreram desde o início da pandemia da Covid-19.

Eleições para diretores de escolas

ELEIÇÕES PARA DIRETORES DE ESCOLAS

Oi meu nome é Santiago Siqueira e sou professor de geografia.
Estou afastado das atividades docentes por conta da minha formação, mas continuo muito atento ao que acontece tanto na escola onde trabalho (além de professor sou pai de aluno), como nas escolas Brasil a dentro, pois a educação está entre minhas prioridades.

As escolas municipais de Florianópolis estão passando por esse importante processo de escolha de diretores e vou colocar aqui minha opinião. Minha opinião não reflete, necessariamente a opinião da Secretaria Municipal de Educação ok.

As eleições para diretor em uma escola pública, ao meu ver, é um processo muito importante. Eu vejo essas eleições como um momento extremamente rico para a aprendizagem de todos os envolvidos neste agrupamento escolar (o termo comunidade escolar me incomoda um pouco então vou usar a expressão agrupamento escolar para falar de alunos, funcionários e pais e ou responsáveis pelos alunos, ou seja, todos que, de algum modo estão ligados a uma determinada unidade educativa).


Ao dar direto de escolha para esse agrupamento escolar eleger o diretor de uma unidade educativa a escola proporciona um momento muito importante revelando o quão é significativo a democracia dentro do espaço escolar.
No caso específico onde trabalho votam as famílias (um voto) os funcionários da escola e claro os alunos (do 5° ao 9° ano).

Eu sempre defendi que as escolas apresentassem dois ou mais candidatos, não pela disputa em sí, mas pela oportunidade que o momento oferece aos alunos de compreender o processo democrático da escolha. O que observar? Como escolher? Como analisar e principalmente, como participar da construção de uma proposta para sua escola?

Claro que nesse meu plano ideal de eleições para diretor de uma escola os candidatos abrem mão de suas posições políticas de seus projetos individuais de vida e qualquer outro sentimento que possa sobrepor o interesse pedagógico do momento.

Imagino candidaturas que orientem os alunos, inclusive, para escolhas futuras dos representantes no parlamento municipal, estadual e federal bem como a representação no executivo.

Em que outro local, se não na escola, uma criança com onze anos de idade pode escolher um representante, um dirigente e mais do que isso em que local ele terá a chance de compreender a importância que seu voto terá?

Como demonstrar para esse estudante (pais e funcionários) que sua escolha deve ser feita com responsabilidade e certo grau de consciência? Que ele não está escolhendo somente um diretor e sim que ele está escolhendo o caminho que a escola deve trilhar, mas sobretudo, que ele irá caminhar junto.

Deste modo os debates, as discussões e principalmente o respeito ao contraditório deve ser perseguido em todo o processo.

Como professor eu não posso votar, pois estou afastado da escola, mas posso votar como pai e é evidente que também faço as minhas escolhas.

Porque faço questão de divulgar meu apoio ao candidato A ou candidato B? Penso que isso estimula o debate. Mas deve ser um debate qualificado e penso que não se pode qualificar um debate falando mal do outro candidato e sim sendo fiel às ideias e à escola que acreditamos ser a melhor para todos.

Quando deixei público minha escolha, para este momento, minha intenção foi poder responder aos colegas e alunos os motivos de minha escolha.

E essa é a minha sugestão, converse com seus pais, com seus colegas, com seus professores. Aproveitem o momento para debater sua escola. Respeitem a opinião contrária, aceitem que seu colega de sala tenha uma opinião diferente da sua, se quer convencê-lo de que você está certo, faça-o no campo das ideias, do bom argumento.

Se você conseguir passar todo esse processo sabendo respeitar a diversidade de pensamento e a opinião do seu colega, certamente, independente de qual candidato ganhar, sua escola já estará no caminho certo.


Boa sorte para todos e defendam a democracia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como configurar teclado do tablet S3 para acentuar em português

A configuração da capa teclado para o tablet S3 gera muita confusão. Nem mesmo os atendentes da Samsung souberam configurar o produto em loja e o atendimento pelo telefone foi pior, resultado: vamos aprender sozinhos. Há alguns tutoriais aqui na internet solicitando para instalar um APP que faz uma "gambiarra" onde você precisa digitar certos códigos para conseguir grafar com "ç", "á" "ã" ou qualquer outro acentuação em língua portuguesa do Brasil. Como dira aquelas propagandas tipo "Polishop" (não sei se é assim que se escreve, mas você entendeu), então como dizem os programas deste estilo "esqueçam tudo"! Vamos direto ao ponto: conecte o teclado físico no seu tablet, entre em configurações depois vá em Gerenciamento geral (onde há idioma e entrada); clique me idioma e entrada e depois clique em teclado físico, posteriormente procure e selecione "Brasileiro". De fábrica o teclado vem selecionado Portu

MINISTRO DA EDUCAÇÃO E O RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS

  Ministro da Educação Milton Ribeiro -  Foto: Reprodução Internet. No dia 20 de julho de 2021 o ministro da saúde Milton Ribeiro fez um pronunciamento defendendo o retorno das aulas presenciais. Na verdade, ele defende a reabertura das escolas, afirmando que “O Brasil não pode continuar com as escolas fechadas”, o que é um equívoco pensar ou dizer que as escolas estão fechadas. No máximo, pode-se afirmar que algumas escolas, se é que elas existem, estão com seus prédios fechados, mas as escolas estão abertas, sempre estiveram, desde o início da pandemia, abertas aos pais e, principalmente, aos seus alunos. O que temos neste momento, por força da pandemia, são escolas que estão fazendo atendimento online, atendimento virtual, uma necessidade em defesa da vida. O ministro da educação diz que as “escolas fechadas” estão “gerando impactos negativos nesta e nas futuras gerações”. Nós sabemos, é um quase consenso, que muitos alunos terão déficits de aprendizagens provocados por conta do

MANIFESTAÇÕES EM CUBA: A CAUSA DAS CAUSAS

Governo de Cuba enfrenta protestos em várias cidades, esta foi a manchete dada em um jornal que revela, em sua reportagem, a parcialidade na divulgação dos fatos. É claro que em Cuba, no último domingo (11) houve manifestantes nas ruas que levantaram a bandeira pedindo maior liberdade, agora o que o jornal não falou, e tem seus interesses em não falar, são os reais motivos pelos quais a população cubana passa por problemas relacionados à distribuição de alimentos, geração de energia elétrica, problemas no combate à Covid-19 entre outros. Não há honestidade ao falar sobre quaisquer manifestações em solo cubano, se a mesma não fizer referência às causas radicais do que provoca essas manifestações e, definitivamente, o que causa as causas. Se parte da população se lança às ruas para reivindicar mais liberdade, maior atenção nas questões relacionadas à saúde (especialmente no combate à Covid-19), questionando o acesso à alimentação e maior segurança na disponibilidade de energia elétrica,