Pular para o conteúdo principal

Postagens

Espectadores de um filme (muito) ruim.

 Certamente você já ouviu falar da seríssima crise de energia que o Brasil está atravessando, com uma real possibilidade de apagão e aumentos sucessivos no valor da energia, aumentos esses que já estão ocorrendo. Recebi uma matéria que foi publicada no site Monitor Mercantil que trazia o seguinte título "Reservatórios de hidrelétricas foram esvaziados para elevar lucros". Na verdade isso não é um título e sim uma denúncia, uma denúncia muito séria. Trata-se de uma denúncia, segundo o site Monitor Mercantil, feita pela Coordenação Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), veja na imagem abaixo. Independentemente se foi natural ou intencional o fato é que o Brasil vai ter que enfrentar uma crise no abastecimento energético e junto com ela já sentimos a pressão da volta da inflação, aumento no preço dos combustíveis, dos alimentos, do gás de cozinha enquanto os salários não são reajustados e o desemprego aumenta. Junto com a referida matéria sobre os reservatórios
Postagens recentes

Post de sexta #1

 Olha aí eu fazendo mais um post aqui no meu blog, agora tentando sistematizar os acontecimentos da semana em minha cabeça. O problema é que hoje ainda é sexta e na minha profissão, acreditem, muitas coisas podem acontecer num único dia e, ainda mais, na sexta-feira. Vai acompanhando a atualização do post que, espero, possa ser concluído até o final do dia, mas não fique admirado se ele só for concluído no sábado ou, ainda, nem concluído for. Aliás, se fosse eu apostar, apostaria nesta última. Esta semana foi cansativa, um cansaço bom, foi semana de colegiado de classe, um momento importante para pensar nossas práticas pedagógicas e pensar melhor sobre nossos alunos. Se isso acontece, são outros quinhentos... Aliás, falar sobre o Colegiado de Classe merece não um post, mas um livro inteiro e podem apostar que ele está sendo escrito. Esta semana também recebi uma mensagem de um grupo de estudos que participei e que selecionou um texto/poema que escrevi por ocasião dos estudos lá feitos.

Insistir para vencer o Covid-19

 É importante sempre insistir que a pandemia ainda não acabou. Neste sentido insistir em respeitar as medidas de segurança sanitária é insistir na vida, vale a pena. Pode parecer repetitivo e é, mas essa é uma repetição necessária já que muitos teimam em seguir os protocolos de segurança já conhecidos por todos, como o uso de máscara e a higienização das mãos. Atitudes simples que podem salvar vidas. Está comprovado que o uso de máscara de forma correta pode ser a diferença entre se contaminar ou não com o vírus do Covid-19, e é por isso que insisto, o respeito aos protocolos de segurança foi e continua sendo fundamental para conter o avanço da pandemia em nosso país. O movimento pelo retorno das aulas presenciais ganhou fôlego depois que professores começaram a se vacinar. Mesmo sem uma completa imunização de toda a diversidade escolar (sem falar da sociedade como um todo) as escolas já começaram a receber em quantidades cada vez maiores alunos no sistema presencial. Começou com pouco

Hoje a aula foi sobre desigualdade socioeconômica

    Na aula online é assim, eles lá e eu cá. O chamado ensino remoto tornou-se uma realidade, meio que forçada, do cotidiano de professores e alunos Brasil adentro. Esse é mais um desafio que a educação brasileira tenta enfrentar e que ainda não temos condições de avaliar o quanto ajudou e o quanto atrapalhou no desenvolvimento dos estudantes.     Fato é que, já há quem diga que levaremos décadas para recuperar o que estão chamando de "tempo perdido" da educação nestes tempos pandêmicos, eu não acredito muito nestes números, aliás de onde eles vêm? São baseados em quais pesquisas? Se é que foram feitas pesquisas (sérias) sobre esse assunto. Na verdade não se pode levar a sério uma pesquisa que não tenha tempo suficiente para se compreender, analisar e comprovar todas as variantes e dados coletados e, no caso do atual sistema de ensino remoto, dados ainda por serem coletados.     O fato é que enquanto os dados não são cientificamente tratados, ao menos de forma séria como uma

Você têm casa própria?

 Você têm casa própria? Pode até ser que essa não seja uma preocupação das pessoas mais jovens, atualmente eles estão com outras preocupações na cabeça, como por exemplo, ampliar sua base de seguidores no Tik Tok ou no Instagram. Calma meu jovem, não se irrite, é só uma brincadeira com o nosso cotidiano digital, mas ao falar em casa própria, independente da idade, qual o sentimento que te domina? Você acredita que poderá um dia responder sim à pergunta "você têm casa própria?" A realidade mostra que adquirir um imóvel hoje em dia está cada vez mais difícil. Nos grandes centros urbanos e nas cidades de perfil turístico o valor dos imóveis tem aumentado muito acima da inflação. Segundo reportagem da BBC News "Os preços das residências em todo o mundo registraram um aumento médio de 7,3% no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano anterior".  A pergunta que se faz a partir desta constatação do aumento dos preços é existe uma bolha? O que é a bol

Entenda o Distritão

Utilizo aqui um clara explicação sobre o Distritão, como modelo eleitoral, feita pelo deputado federal Ivam Valente. O deputado fez uma breve, porém lúcida, exposição dos problemas relacionados ao modelo chamado Distrito. Segundo o deputado Ivan Valente, "quem reclama que muitos partidos políticos no Brasil são fracos, as legendas são de aluguel e as personalidades é que mandam, verão isso piorar ainda mais com o distritão, que privilegia as personalidades em detrimento do funcionamento coletivo dos partidos. No Distritão também há grande volume de desperdício de votos. No modelo atual mesmo que o eleitor vote em um candidato não eleito, ajuda a eleger candidato do mesmo partido, com ideias próximas. No distritão, todo voto dado em qualquer um dos nomes que não é eleito, é perdido. Ao contrário do que parte dos atuais políticos pensa, a disputa vai ficar ainda mais acirrada e cara, haverá um forte incentivo para que figuras de fora da política, celebridades ou candidat

Horários de ônibus de Pirenópolis para Brasília, Goiânia e outras cidades

 Pirenópolis é uma importante cidade turística do centro-oeste brasileiro, localizada entre duas capitais, a federal (Brasília) e a capital do estado de Goiás (Goiânia). Essa proximidade, além das belezas naturais e a hospitalidade ímpar, oferecida por seus habitantes, faz de Pirenópolis um dos mais procurados destinos turísticos do planalto central. A chegada na cidade se dá pela via rodoviária, veículos particulares e ônibus. Neste último caso, as chegadas e as partidas se dão pela rodoviária que se localiza na vila Matutina 1ª etapa. As opções de viagem não são muitas e, em alguns casos, os atrasos são constantes, pois Pirenópolis, apesar da reconhecida importância turística, encontra-se como um entroncamento a caminha, por exemplo, de Brasília, onde o grande fluxo de passageiros é visível, principalmente nos períodos de feriados e férias. Conforme aumenta a procura por passagens dos turistas que desejam retornar para suas cidades de origem, a busca por horários dos ônibus também au